Se você recebeu um convite de casamento nos últimos meses (ou até mesmo anos) é bem provável que tenha reparado uma sigla um pouco estranha: RSVP. Você já se perguntou para que ele serve? Quando fazer isso? Qual é a sua funcionalidade?

Pois é, muitas pessoas não sabem a resposta dessas perguntas. Foi pensando exatamente nisso que criamos essa postagem. Essa é uma maneira eficiente de entender melhor sua funcionalidade e saber como ele pode de ajudar na organização do casamento.

O que é RSVP, afinal?

A sigla RSVP corresponde a Répondez S´il Vous Plait, uma frase em francês que, em tradução literal, significa “Responda por favor”.  Ou seja, esse é o método mais eficiente de confirmação de presença para os grandes eventos – e não poderia ser diferente no caso dos casamentos.

Hoje em dia essa confirmação é feita no próprio site dos noivos (que muitas vezes contam com essa aba) ou ainda por e-mail/telefone. Tudo depende muito do tipo de serviço que você contratou com seu cerimonial ou quem está responsável pela produção do seu casamento.

Como ele pode ajudar?

Como você deve imaginar, essa simples atitude pode ser simplesmente salvadora. Essa é uma maneira de sentir mais ou menos quantas pessoas realmente vão ao seu casamento, entendendo se tudo que você contratou é suficiente para atendê-los.

A previsão do número de convidados que estará na sua festa é a melhor maneira de se planejar sobre a quantidade de mesas, comidas, bebidas e todos os outros detalhes. Somente assim é possível cercar alguns imprevistos e tornar esse momento ainda mais único e especial.

Devo estimular prazo?

Você deve colocar um prazo no convite, normalmente considerando 15 dias antes da cerimônia. Como falei, essa é uma forma de “sentir” as pessoas que estão se mobilizando para participar desse dia.

Você pode seguir dois caminhos:

Confirmação ativa

É quando a empresa entra em contato com os convidados, normalmente por telefone, perguntando se eles vão ou não participar. Isso acontece para todos os convidados da lista.

Confirmação passiva

Como o próprio nome leva a entender, essa perspectiva depende um pouco do convidado. Cabe a ele confirmar sua presença (ou não) no evento.

A margem de segurança depende muito desse ponto – se é ativo, por exemplo, a confirmação costuma ser mais fiel. Além disso, vale considerar o público de cada casamento. Se você mora em uma cidade do interior ou em uma região em que não há esse hábito, é bom considerar uma quebra maior.

Agora que você entende melhor o que é RSVP e como ele pode te ajudar, não se esqueça de investir nesse ponto no seu convite de casamento. Você não vai se arrepender! Caso queira saber de algo mais, é só comentar no espaço abaixo. Estou aqui para ajudar você!

O assunto de muitas noivinhas hoje, é a identidade visual do casamento. Nada mais natural, já que esse é um dos primeiros aspectos a serem definidos e determinam pontos como convites, decoração e outros detalhes.

Se você ainda não decidiu a identidade para sua cerimônia, então é bom começar a pensar. Esses detalhes devem combinar o estilo do casal, a história e outros detalhes visuais. Caso ainda esteja um pouco perdida, veja aqui o que considerar nesse momento. Vamos lá?

Paleta de Cores

Muitos casais decidem muitos pontos antes desse, mas a paleta de cores é muito importante antes de definir todo o restante.

Pense nas cores que você gostaria de ter no seu grande dia e comece a imaginar algumas aplicações. Elas devem ser consideradas nos convites e outros detalhes da decoração, pois quanto mais harmônicas forem, mais bonito fica.

Então, não perca tempo e pense nas cores necessárias. Essa é a melhor maneira de se preparar para os passos que virão a seguir.

Considere o estilo da festa

Acredite: faz muita diferença se você vai casar em uma cerimônia tradicional ou ao ar livre, com um estilo mais campestre. Como você deve imaginar, isso tudo influencia de forma direta na identidade visual do casamento.

Esse ponto é indispensável para que você crie algo que combine e que converse com seus convidados. Pense que o estilo da festa interfere na papelaria, tipo de vestido e vários outros detalhes. Portanto, não perca tempo e deixe isso bem alinhado.

Junte as referências

Se você é uma noivinha antenada, então é bem provável que já tenha se deparado com modelos que tenha gostado. Para ajudar a decidir, é muito importante começar a juntar todas elas em uma pasta no computador ou no celular.

Essa é a melhor forma de entender como desdobrar os elementos e criar algo que te agrade. Acredite em mim: você vai se agradecer por ter esse cuidado.

Aplique as Cores e Ideias na Identidade Visual do Casamento

Agora que você já tem claramente o que gostaria de estilo e cores para seu grande dia, é hora de partir para a identidade propriamente dita. Se você não sabe o que isso significa, vou dar uma pincelada em algumas opções: toalhas de mesa, vasos, arranjos e flores, porta-velas, tipo de bem-casado e por aí vai.

E tem mais: tudo isso deve conversar com toda a papelaria desse dia especial. Então, não esqueça de considerar as cores para os menus, cartões de agradecimento, kits de banheiro, cartões dos padrinhos e todos os outros detalhes. Se você pensa que isso é bobagem, lembre-se de que seus convidados vão perceber todo esse carinho e cuidado.

Agora que você entende melhor o que considerar na hora de criar sua identidade visual do casamento, não deixe de seguir esses passos. Assim você cria um casamento ainda mais mágico e inesquecível!

Quem disse que precisa esperar o dia do casamento para surpreender a família e os amigos mais próximos?

O pedido de noivado é um momento suuuper especial e inesquecível merece uma atenção especial na hora de ser organizado.

Na hora da organização, o segredo é investir em uma recepção mais leve e descontraída.

Um almoço ou um brunch, com temática que tenha tudo a ver com os dois é o mais indicado.

O que vestir? Quando se fala em casamento, todo mundo pensa em qual será o vestido escolhido para este grande dia. Mas, existe outra ocasião que também é muito especial e merece looks bacanas, que vão além do que se está acostumado a vestir diariamente. Aproveite a festa de noivado para usar uma roupa que a faça se sentir a mais lindas das mulheres!

Na festa de noivado, não existem regras rígidas. Afinal, essa costuma ser uma confraternização mais íntima, com os familiares mais próximos e amigos queridos.

E aí, pronta para a festa?

Vocês são apaixonados por animais? Vocês têm um animal de estimação que está presente em todos os momentos importantes da família, e por que não participar do seu casamento?

Para seu pet participar do seu casamento são necessários alguns cuidados especiais, pensando nisso, fizemos um checklist com algumas dicas para vocês manterem seu animal de estimação seguro e feliz durante o evento.

O animal pode ser um convidado e simplesmente observar a festa de casamento e a cerimônia, ou ele pode ter um papel específico como por exemplo ser o portador das alianças na cerimônia.

Mas, antes de dar a seu animal de estimação um papel principal, pense se esta será uma experiência agradável para ele.

  • Será que o seu animal de estimação vai se sentir confortável com tantos convidados?
  • Ele é obediente e bem-comportado?

Não há nenhuma garantia de que seu animal de estimação vai se comportar exatamente como você gostaria no dia do casamento. Mesmo o animal de estimação mais extrovertido e amigável pode ser oprimido devido a quantidade de pessoas.

É permitido animais no local do casamento?

Com tantas coisas para organizar, é fácil esquecer desse passo tão simples, porém,
muito importante. Vocês não querem que chegue na hora do casamento e seu amigo
peludo com a tarefa de portar a aliança seja barrado.

Contudo, se ele não puder fazer parte da cerimônia, o incluía nas fotos pós
cerimônia!

Não prejudique a segurança pelo estilo

Certifique-se de que a roupinha que vocês desejam colocar no animal se encaixa corretamente e não cria qualquer desconforto para ele. Usar acessórios simples, como uma gravata, uma florzinha, já é uma maneira linda e divertida.

Informe seus convidados

Pode ser que seja necessário informar aos seus convidados que o seu pet estará presente para que eles possam fazer as possíveis perguntas para você e se preparar. É necessário verificar se os seus convidados estarão confortáveis com um animal em seu casamento; considere família e amigos com alergias ou crianças
pequenas.

Avise o seu fotógrafo

Prepare seu fotógrafo para capturar cliques do seu animal em ação. Ele precisa estar preparado para alguns momentos não planejados. O fotógrafo pode pensar também em ideias novas e divertidas para garantir recordações lindíssimas.


Pense em alguém para cuidar do animal

No dia do casamento os noivos não devem se preocupar! É dia de aproveitar esse momento tão importante, mas, o seu pet precisa de alguém para cuidar dele em todos os momentos. Contratar um pet sitter pode ser uma solução, ou até mesmo combinar com aquele amigo de vocês que super se dá bem com seu animal.
Essa pessoa precisa ser responsável por trazer o seu animal de estimação para a cerimônia, levá-lo para casa depois, e ficar com ele durante a recepção. Dessa forma, você não precisa se preocupar sobre quem está alimentando o cão (ou mantê-lo longe do bolo hahaha).





SETEMBRO a Estação das flores, a primavera tem o clima perfeito para colorir e florir a festa de casamento. A estação é ideal para noivas que sempre sonharam em fazer o seu casamento ao ar livre, ambientes naturais e roupas em tons suaves.

E por que não aproveitar esse clima agradável para ter uma decoração linda, delicada, romantica e perfumada?

Optar por um ambiente aberto, casa de campo, fazenda ou praia são ótimas opções. O ideal é usar e abusar da natureza, que é a principal característica da estação, e então, destacá-la. Nas fotos fica um encanto!

O verde e as flores são convidativos para a estação. Tons claro como rosa, amarelo, branco e azulado. Não tem erro! Poltronas com tons florais deixarão o ambiente mais leve.

E o vestido da noiva?

Abuse dos vestidos com tecidos leves, sem pedraria, com cortes descontraídos, rendas e transparências. o Importante é ter leveza.

Beijos, até o próximo Post.


Um momento tão especial quanto escolher o vestido da noiva, é escolher com qual terno o noivo irá recebê-la no altar. Afinal, temos dois protagonistas nesse grande dia.

  • Mas como escolher o melhor terno para o casamento?
  • O que deve ser levado em consideração?
  • Vocês sabem a diferença entre fraque, meio fraque, terno ou smoking ?

Calma, o Quero de Casamento te ensina te ajuda com isso.

Primeiro e mais importante é o traje estar adequado ao horário e tipo de cerimônia.

Os clássicos, mais conhecidos como Black Tie, costumam ser usados em casamentos mais tradicionais realizados à noite e consistem em paletó, calça e gravata borboleta. Pode ser usado com uma faixa – na mesma cor da gravata – ou com colete.

O fraque tem um paletó que abotoa na cintura com a parte de trás mais comprida, como uma cauda. Ideal para casamentos noturnos, mesmo que tradicionalmente sejam usados em casamentos ingleses durante o dia.

Meio-fraque é uma invenção brasileira, criado para deixar o noivo um pouco menos formal, mas elegante. Ele é normalmente usado em cerimônias noturnas por conta de sua formalidade. E a diferença entre o fraque e o meio-fraque é a cauda do paletó. O meio-fraque é menos formal e não tem cauda.

Já o terno é um clássico para casamentos, elegante e sempre atual. Pode ser usado a qualquer hora do dia, em cerimônias formais ou informais.

E a vantagem de escolher esse traje é que seus padrinhos têm a liberdade de usar terno também ou apenas o colete.

E aí noivo, já sabe qual será a escolha para o grande dia?

Você sabe o significado do “Boutonnière” e a origem dessa tradição?

Mas o noivo também possui acessórios próprios para esse dia, e que surgiram há muitos anos.

O boutonnière é um desses elementos misteriosos que, apesar de charmoso e responsável por trazer muito estilo, é pouco explorado.

O que é?

Trata-se de um pequeno ramo de flor que o noivo costuma levar na lapela do seu traje. Normalmente ele combina com o tipo de buquê que é levado pela noiva, seguindo a tendência escolhida, seja de um buquê de flores do campo ou uma opção mais clássica. E da mesma forma que ocorre com a noiva, essa escolha também vai de acordo com o estilo da decoração para festa de casamento, o estilo pessoal de cada um.

Origem em um gesto romântico

O uso do boutonnière pode não ser uma novidade mas, assim como o modelo de vestido de noiva possui sua história, esse pequeno arranjo de flor no traje do noivo também tem tradição. Foi no século XIX, com o noivado do príncipe Albert com a Rainha Vitória que esse costume teve início. Ela o presenteou, em um gesto de carinho, com um ramalhete de sua flor preferida. Ele, em resposta, abriu um pequeno corte na lapela com seu canivete e ali colocou a flor, para acompanhá-lo e se lembrar da rainha cada vez que sentisse o seu aroma.

Com uma origem tão romântica, não é de se surpreender que a tradição perdura até os dias de hoje. Atualmente, muitos dizem que, além de trazer todo esse significado, o boutonnière também é usado de forma prática, tornando-se um acessório que faz o noivos se diferenciarem dos padrinhos, já que é um detalhe exclusivo para os protagonistas do dia C.

Pronto para subir ao altar quando a música para casamento tocar levando esse acessório que transborda classe? São essas pequenas tradições cheias de simbolismos antigos que fazem dos casamentos essas festas rodeadas de mistério e romantismo. Se já enviaram os convites de casamento é a hora de pesquisar o significado de todos os elementos que fazem parte do ritual, para entender a essência desse dia que está cada vez mais próximo.

Deixar o seu altar em harmonia e garantir fotos incríveis também faz parte do planejamento perfeito.

Mas você já parou pra pensar em todas as possibilidades incríveis de escolha?

Escolher um único tom é uma tradição tipicamente americana mas que foi super aceita pelas noivas brasileiras. Além de harmonizar o visual do altar, deixa muito charmoso principalmente para as fotos. O ideal é disponibilizar a paleta de cores e deixar que cada madrinha escolha seu modelo de vestido de acordo com gosto pessoal e tipo de corpo.

Mas se você é uma daquelas noivas clássicas que não abrem mão do protagonismo, o preto pode ser mais uma opção super elegante, sofisticada e super diferente. Ideal para casamentos noturnos e requintados.

E que tal o degradê ou candy color? Esse é perfeito para quem adora inovar e já está pensando nas fotos perfeitas e coloridas do albúm de casamento. Sem falar que dão um toque de alegria a sua cerimônia.

E aí, de qual vocês mais gostaram?


Ser convidado para um evento e descobrir que não poderá comparecer porque você já tem outro compromisso no mesmo dia não é incomum. Nesses casos, o pensamento quase sempre é o mesmo: “se eu soubesse disso antes, teria reservado essa data!”.

Seja porque o convite chegou muito em cima da hora ou porque sua agenda está lotada de compromissos, todos concordam que, quanto antes for informado de um evento, mais fácil se organizar e garantir a presença.

Mas, se a antecedência for muita, também corremos o risco de nos esquecermos dele. Então, como fazer para resolver essa questão? A resposta é bastante simples: enviar um Save the Date para os convidados.

No post de hoje, vamos tratar justamente desse “pré-convite”. Vamos te explicar melhor do que ele se trata, como fazer um e quando enviá-lo. Então continue sua leitura e aprenda como garantir a presença de todos os convidados em seu evento!

O que é o save the date?

Save the date siginica “reserve a data” em português. Trata-se de um aviso aos seus convidados sobre quando será o evento, essa prática é muito comum e vem sendo utilizada há anos por anfitriões dos Estados Unidos.

Essa antecipação da data pode ser uma boa saída para casos em que o acontecimento ocorrerá muito próximo a feriados, quando você só poderá entregar os convites próximo ao dia de sua realização ou, ainda, quando o evento é de grande porte.

Essa tendência chegou ao Brasil há algum tempo e tem sido utilizada principalmente em casamentos, mas você pode usá-la também para outros eventos — afinal, é uma ótima maneira de garantir que seus amigos, familiares e clientes estejam disponíveis no dia.

Foto | Pinterest

Como fazer um?

Fazer um save the date é bastante simples. Se você já tem a identidade visual do evento definida, inspire-se nela para criar o seu pré-convite. E lembre-se: o layout deve ser mais simples e até mesmo mais informal do que o de um convite tradicional.

Importante!

Diferentemente de um convite de casamento – ou qualquer outro evento – convencional, o save the date não deve trazer todas as informações da comemoração. Basta que ele contenha o nome dos anfitriões e a data em que a celebração acontecerá.

Em alguns casos mais específicos, como casamentos que acontecem em outra cidade ou outros eventos em que os convidados necessitarão se deslocar grandes distâncias para comparecer, dados como a cidade e o local do acontecimento podem ser úteis para que todos possam se preparar com antecedência.

Quando devo enviá-lo?

Em geral, o pré-convite deve ser enviado em torno de 6 meses antes do evento. Pode parecer muito, mas lembre-se de que, faltando de 1 a 2 meses para a data, você enviará o convite completo, com todas as informações necessárias.

Em alguns casos, no entanto, o save the date deverá ser enviado com ainda mais antecedência. Se você terá muitos convidados que precisarão se deslocar de outra cidade, considere enviar o aviso de data com uma antecipação de 8 a 10 meses.

Em casos ainda mais excepcionais, quando há pessoas que virão de outro país para comparecer, o ideal é informá-las da data com, no mínimo, 1 ano de antecedência.

Foto | Pinterest

Como você pode ver, o save the date é um recurso muito útil para eventos. Por isso, não pense duas vezes sobre utilizá-lo ou não. Atualmente, ele é tão imprescindível quanto o próprio convite.

Chegou o dia do seu casamento! E neste dia tão especial, que tal compartilhar essa alegria com as amigas solteiras com uma tradição bem curiosa?

É só escrever os nomes de todas elas na barra do vestido!

Fazer isso é uma brincadeira tradicional que alegra o grande dia. Você já deve ter visto noivas que colocam os nomes em papéis ou simplesmente bordam o nome das amigas na barra.

Não dá trabalho nenhum, viu? Mas haja amiga para partilhar esse momento!

Seria só uma tradição ou superstição?

Seja o que foré melhor não duvidar. Provavelmente dá certo, já que a moda conquistou várias adeptas no Brasil. Acredita-se que colocando os nomes das amigas na barra trará muita sorte para que elas também encontrem alguém especial, e que sejam muito felizes no casamento!

Então, vamos dar aquela mãozinha para as melhores amigas? Só fica solteira quem quiser! E não importa a quantidade de nomes, já que a barra do vestido costuma ser bem grande.

á diversas ideias que podem inspirar na hora da brincadeira. Se você quiser escrever os nomes na barra, basta apenas uma caneta esferográfica da cor preta. E pela tradição tem que ser preta, viu?

Há noivas que até bordam os nomes das amigas. Vale aquele bordado simples, com tons claros, para que não fiquem aparentes no tecido do vestido. Fica lindo!  Mas se a peça for alugada ou você tem medo de estragá-la, pode escrever em etiquetas com colante ou fitas adesivas e é só fixar na barra. Ah, você também pode pedir para que cada amiga escreva seu nome em um pedacinho de fita de cetim branca para colocar  os nomes presos com alfinetes ou um pontinho de costura simples no dia do casamento.

Mas se você quer garantir um pouco mais a sorte da sua amiga, vale também pendurar medalhinhas de Santo Antônio junto com as fitinhas. Vai que o santo casamenteiro dá aquela força, não é?

Sendo simpatia ou não, o que vale é a brincadeira! E aí conte pra gente, o que você faria pra ajudar a sua amiga a casar?